07. Uso do papel

O uso do papel é tão corriqueiro que a importância de revisão dessa prática pode passar despercebida ou ser considerada minoritária. Mas deve-se levar em conta que a fabricação do papel é um processo altamente poluente. A produção de uma tonelada de papel emite mais de 1,5 toneladas de CO² e, para cada folha sulfite A4, são gastos por volta de 10 litros de água¹.
Somente no Governo Federal, estima-se que um único servidor use, em média, quatro mil folhas de papel ao ano. Considerando todos os servidores ativos, o uso total por ano pode chegar a 200 milhões de folhas, o que equivale a um gasto de R$ 4 milhões.
A otimização do uso de papel na administração pública pode, portanto, auxiliar na economia do orçamento anual. São ações como a implantação de sistemas eletrônicos, assinaturas e protocolos digitais, além da sensibilização dos servidores para realizar a impressão frente e verso, o reaproveitamento de folhas para rascunho ou para confecção de blocos de anotações, por exemplo, que podem diminuir esse consumo.



Accessibility