Bombeamento fotovoltaico

Período de realização: 2011 a 2014

Público-alvo e abrangência geográfica: Agricultores familiares, professores e estudantes de Oeiras (PI).

Principais atividades desenvolvidas:
• O projeto foi desenvolvido, entre os anos de 2011 e 2014, na Comunidade Exu, localizada a cerca de 40 km da sede do município de Oeiras. Contou com o apoio do Laboratório de Sistemas Fotovoltaicos do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (LSF/IEE/USP) e a Secretária Municipal de Agricultura de Oeiras;
• O sistema escolhido para atender as demandas da comunidade é composto por gerador fotovoltaico (1.200 Wp), conversor de frequência nacional, motobomba trifásica nacional (1 CV), 2 caixas d’água (2,5 m³), sistema de irrigação por gotejamento e funciona da seguinte forma: o gerador fotovoltaico converte a radiação solar em energia elétrica que alimenta a motobomba submersa (60 m), então, a água é bombeada para um reservatório, que, por gravidade segue para outro reservatório próximo da área de plantio e posteriormente pode ser realizada a irrigação por gotejamento.

Recursos necessários:
Os dados do sistema implantado dependem das características locais da fonte de água e da demanda hídrica, para o sistema implantado na comunidade Exu foram utilizados:
• 10 módulos fotovoltaicos de 120 Wp;
• 01 Motobomba nacional (1 CV);
• 01 Quadro elétrico com o conversor de frequência nacional e equipamentos de proteção elétrica;
• 02 Caixas de água;
• Estrutura de suporte do gerador fotovoltaico;
• Fios elétricos;
• Tubulação de água;
• Kits de irrigação por gotejamento.

Financeiro:
• O projeto foi realizado por trabalho voluntário dos envolvidos, e doações de recurso financeiro por volta de R$ 25 mil para aquisição dos materiais e equipamentos.

Contato: Instituto Piauí Solar | Oeiras (PI)
ALBEMERC MOURA DE MORAES | albemerc@bol.com.br | (89) 9415-8967

*Prática inserida pelo consultor Rafael Jó Girão (não participante do processo de chamada pública)

Accessibility