Arborização urbana com QR Code

Período de realização: 2010 – “sem previsão de finalização”

Público-alvo e abrangência geográfica: Toda população, escolas e prefeitura de Campinas (SP).

Principais atividades desenvolvidas:
• Em 2010 a cidade inicia a implantação do Banco de Áreas Verdes (BAV), um sistema para gerenciar as áreas de compensação ambiental para plantio de árvores, que podem ser públicas ou privadas. Essas áreas são resultantes de processos de licenciamento ambiental na cidade;
• Em 2013 a cidade lança o Sistema de Identificação Digital, que cadastra as árvores plantadas tanto para arborização urbana quanto para compensações ambientais públicas e privadas. Este sistema é gerido pela empresa que desenvolveu a ferramenta digital, que funciona do seguinte modo: primeiro, deve ser firmado um Termo de Compromisso Ambiental (TCA) ou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto à Prefeitura e demais órgãos competentes; em seguida, é executada a implantação do sistema na área de plantio cadastrada, conforme a validação da equipe da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente; e, finalmente, qualquer pessoa pode efetuar a consulta aos dados cadastrais do projeto e de cada árvore, por meio do uso de um leitor de códigos QR (do inglês Quick Response Code);
• Cada árvore está cadastrada em um banco de dados, sendo fisicamente identificada com uma etiqueta contendo dados cadastrais e um código do tipo QR. Por meio de qualquer aplicativo gratuito para dispositivos móveis para ler o QR Code, seja com um smartphone ou tablet, é possível consultar os dados de um projeto ou de uma árvore, bem como acompanhar seu desenvolvimento e os dados resultantes do plantio, entre os quais a estimativa da quantidade de carbono capturada.

Contato: Prefeitura Municipal de Campinas | Campinas (SP)
Secretaria de Meio Ambiente  |  meioambiente@campinas.sp.gov.br  |  (19) 2116-0555 – 2116-0380 

*Prática inserida pelo consultor Rafael Jó Girão (não participante do processo de chamada pública)

Accessibility